sábado, 6 de agosto de 2011

Tabuada

        Tabuada tem que ser decorada? Não! Tem que ser entendida? Decorada ou memorizada? Não é a mesma coisa?
         Muito se tem falado em termos de tabuada, mas lembro-me bem com que facilidade meus pais,educados na década de cinquenta eram capazes de fazer qualquer cálculo de cabeça. Enquanto hoje, nossos jovens ainda contam nos dedos ou somente usam a calculadora.
          Com meus filhos desenvolvi um trabalho em parceria com a escola. A escola ensinou como funciona a multiplicação. Aprenderam por meio de jogos, material dourado e um sem número de atividades a raciocinar sobre a multiplicação.Após compreenderem que 2 + 2 + 2 é igual a 3x2, comecei meu trabalho de mãe-educadora. Todos os dias, no carro, a caminho da escola eu ia tomando a TABUADA. Fazia de uma maneira divertida porém constante. Todo dia, ao entrar no carro, começava a perguntar 2x1, 2x2,2x3....e assim ia...Quando eles já haviam memorizado em ordem, comecei alternando: 2x4, 2x8, 2x6. Este processo segui por dois anos até termos terminado todas as tabuadas.Dois anos com cada filho, claro!
           Este trabalho valeu a pena. Meus filhos sabiam responder na ponta da língua qualquer cálculo com tamanha rapidez que todos os colegas de classe queriam estar no grupo em que eles estavam na hora da competição de tabuada, pois sabiam que seriam vencedores com certeza.
            Esta semana minha filha, já no ensino médio, contou-me que os colegas ficam surpresos ao perceber como ela termina rapidamente os cálculos.Eu disse que ela sempre tinha sido muito boa em raciocínio lógico e ela me respondeu:"Mãe, a diferença é que eu sei tabuada!"
            Assim, concluo que a parceria pais e escola é fundamental. Os pais precisam fazer sua  parte.Têm que estar presentes e atuando. Não é fácil, mas com vontade é possível encontrar uma brecha na agenda e fazer a diferença: contar histórias, cobrar a tabuada,  conversar sobre as coisas que acontecem na escola.A oportunidade é única, não tem replay.

2 comentários:

  1. Ana

    Adoro suas histórias - educativas e criativas !
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bel! Seu comentário me fez muito feliz!

      Excluir

Aguardo seus comentários.Eles são muito importantes para mim pois meu objetivo é aprofundar conhecimentos e esclarecer minhas próprias dúvidas.