domingo, 18 de agosto de 2013

Tentando ser entendida pelos homens. Será possível?


Muito tem sido dito e escrito sobre a diferença  entre homens e mulheres, porém quanto mais leio e estudo menos entendo ou melhor mais observo as diferenças não só na maneira de agir, mas também de falar.
Esta semana disse para meu ex-marido:
- Estou pensando em encomendar uma cesta de café da manhã para o nosso filho em comemoração ao aniversário dele.
Bem, entretido ele estava  mexendo no celular e assim continuou. Mudo, sem resposta.
Então, alguns dias depois encomendei a cesta e simplesmente comuniquei-o da compra sem esperar nada em troca. A intenção era apenas comunicar o fato para que ele não fosse apanhado de surpresa quando nosso filho comentasse sobre o presente.
Nesse momento para minha surpresa ela respondeu genuinamente feliz:
- Que bom!! Ele vai curtir muito. Me passa o valor que eu deposito na sua conta.
Apanhada de surpresa, eu respondi que eu havia mencionado meu plano e ele não manifestara qualquer reação muito menos anuência. A resposta embasbacou-me mais ainda:
-Eu pensei: se eu disser que a ideia é boa, ela vai dizer que eu sou perdulário e se eu disser que não acho uma boa ideia porque já demos uma viagem de presente, ela vai me chamar de muquirana. Melhor ficar quieto.
Diante dessa resposta, lembrei-me dos livros  Homens são de Marte e  mulheres são de Vênus, de Jonh GrayPor que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor, de Allan e Barbara Pease. Em ambos os livros, as diferenças entre o que as mulheres falam e  que os homens realmente entendem são escaneadas e explicadas.
No segundo livro mencionado, os autores inclusive aconselham os homens sobre como responder quando uma mulher pergunta com que vestido ela deve sair. A lição para não sair mal na resposta e arruinar a noite é devolver a pergunta questionando qual ela preferiria e com que acessórios usaria. Só aí exclamar: -Então, vai assim. Vai ficar ótimo!! Ainda segundo os mesmos autores, ao perguntar a mulher  já sabia o que vestir e procurava apenas anuência do parceiro.
Concluindo minha  pequena história, eu realmente queria comprar a cesta porque afinal ele estava completando quinze anos e, apesar de já  ter usufruído de seu presente, eu gostaria de celebrar o DIA. E só perguntei porque sabia que perdulário com ele é,  ele concordaria. Ou seja, os autores estão certos. A mulher  já sabe a resposta, cabe aos homens descobrir qual é e dar a resposta esperada sob pena de confusão extrema.
E só para finalizar, sabe quem pagou pela cesta de café da manhã? Está curioso? Tente adivinhar..
Claro  que foi o pai -  o perdulário!!! Afinal, eu tive a idéia, fiz a compra,  acordei às 6 da matina pra aguardar a cesta chegar e levá-la até a cama. Trabalho em equipe!

12 comentários:

  1. Anna:

    Da sua saga com a cesta de café da manhã sobram dois registros: um lamento e uma recomendação.
    A lamentar, o fato do seu ex-marido ir visitá-la munido de celular e trocar o papo pelo aparelho, provávelmente distraindo-se com esses famigerados joguinhos.
    Sugiro que seja afixado um aviso em letras garrafais: NESTA RESIDÊNCIA É VEDADO O USO DE CELULARES E ASSEMELHADOS. POR FAVOR, NÃO INSISTA!!
    Não tem cabimento atitudes dessa natureza.

    A recomendação é que, considerando a idade do seu filhote, se aproxima a época do alistamento militar. A título de preparação para a vida na caserna, você deveria, no lugar da cesta, presenteá-lo com uma lata de sardinha e um prato de alumínio contendo macarrão grudado e cinzento com enormes pedaços de abóbora cozida, às cinco horas da matina.
    No Exército não se admite a distribuição de cestas de café da manhã para a tropa aquartelada.
    De custo menor para o perdulário e de grande impacto didático.

    R.Floyd

    ResponderExcluir
  2. Dear Mr. Floyd, Na verdade ele estava visitando os filhos, mas de qualquer maneira, vc está certo em sua colocação. Por outro lado, meu filhote escoteiro já tem certo treinamento, inclusive em fazer fogareiros com latas de sardinha, então acho que posso mimá-lo um pouquinho.Mas, prometo seguir seu conselho nos próximos aniversários.
    Um bom dia e obrigada pelo comentário!

    ResponderExcluir
  3. Anna:

    Então tá. É bom saber.

    R.Floyd

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro R. Floyd,
      Assim vc deixou confusa: É bom saber o quê exatamente??
      Não digo que eu não consigo conversar com os homens. Não sei se eu não os entendo ou eles que não entendem o que eu digo.

      Excluir
  4. Anna:

    É bom saber que o seu filhote faz fogareiros com latas de sardinha.

    R.Floyd

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Floyd,
      Agora é a minha vez de dizer:"Então tá."

      Excluir
  5. Anna amiga ,quanto ao exercito,posso lhe assegurar,que já ha um grande tempo não recruta ninguém,a não ser pessoa de baixa renda,o próprio exercito mal tem comida para dar aos seus recrutas,então significa que pode doar algumas latas de sardinhas a eles,e mimar muitoooo o seu filhote com cestas e tudo o que quiser,ainda bem que esses homens tão difíceis de nos entender nasceram de mulheres ou não ?
    Abraço fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Às vezes, acho que falo demais, outras que falo de menos ou apenas silencio. Mesmo sendo capaz de falar em três línguas, a comunicação ainda é difícil.

      Excluir
  6. Anninha:

    Considerando a situação de penúria por que passa o nosso Éxercito, com a fome assolando as debilitadas tropas (jovens de baixa renda são convocados porque estão acostumados à fome e à miséria?) mais um motivo para preparar adequadmente seu filhote, em fase de alistamento.
    Dieta à base de macarrão grudado e cinzento com sardinha em lata! Nada de cestas de café da manhã!
    Vai que.............ele é convocado?

    R.Floyd

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. R. Floyd,
      A sugestão não é má, mas EU não vou me alistar no exército e por isso não tenho intenções de tb me submeter a essa dieta. Apesar de não ser uma mestre-cuca, acho que meus pratos ultrapassam em muito esta categoria!Bem, mas se quiserem me dar uma cesta de café da manhã, eu aceito de bom grado! Por outro lado, como escoteiro, ele conhece sopas de pedras, macarrão grudento crocante( com areia) e outras especialidades escoteiras...

      Excluir
  7. Anna vc fala sempre ótimos assuntos,e é uma mulher muito inteligente e sensível,continuo fã de seus textos.Quanto aos comentários acho mesmo que não entende o que falamos,Um belo final de semana cheio de inspiração.
    Te passo um blog de um amigo acho que vc vai gostar.Junto com um pequeno texto.Abraço Fraterno

    Mauricio A Costa
    “Uma batalha interminável é travada dentro de nós a cada minuto. A luta pelo sonho desafiador que nos move em direção àquilo que acreditamos é ameaçada sem tréguas pelo complexo emaranhado de caminhos do mundo real que nos cerca. Para alcançar o extraordinário é imperativo ir além de todas as fronteiras do convencional” (O Mentor Virtual, citado no artigo 'Interatividade. Sinergia Que Gera Força', no blog Marcas Fortes)

    http://marcasfortes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! ÀS vezes, tenho vontade de parar de escrever, acho tudo bobagem, sem interesse. Mas, quando alguém comenta como vc, acho que devo continuar mesmo que me sinta pregando no deserto. Este foi um texto leve, mais para fazer rir, gosto de alternar coisas engraçadas do cotidiano e assuntos sérios pois afinal a vida é assim.
      Obrigada!!! Vou ver o blog.

      Excluir

Aguardo seus comentários.Eles são muito importantes para mim pois meu objetivo é aprofundar conhecimentos e esclarecer minhas próprias dúvidas.